• Post completo! Mt informativo e transparente, informando valores e metodos, percebo que outros posts de outros blogs geralmente omitem alguma ou outra informacao… acho que por se tratar de grana o cara deve ficar mais cauteloso.. sei la…
    Muito bom o post! Obrigado, me deu uma base para pensar nesse assunto! Vlw!

  • Cara. Teu post me abriu a mente.. Estou trabalhando como free lancer e aprendi muito com tuas dicas. Parabéns!!! Valeu mesmo!!!

  • Olá. Iniciamos o desenvolvimento de uma Rede Social em WordPress; precisamos refinar alguns pontos.
    Temos om outro projeto que desejamos que esteja integrado com esta Rede:
    Trata-se de um software de tradução; precisamos de um software capaz de reconhecer diversos formatos de arquivos,
    E que depois possa armazenar uma memória do que já foi traduzido até o momento.
    Em tempo, precisaremos de alguns pontos básicos de contas a pagar, a receber, fluxo de caixa; estimo que uma consulta simples ao Banco de dados para visualização através de uma Tabela Dinâmica, por exemplo, seria suficiente neste momento.

    Aguardo retorno e agradeço antecipadamente.

  • Olá!
    Muito bom o post! Parabéns!
    Tenho uma dúvida:
    – Tenho meu valor por hora. Se ficar 30 min no cliente, cobro apenas metade desse valor? Ou não posso fracionar minhas horas? Ou seja, sempre o minimo (gastando 10 min ou 50 min) será de 1 hora?
    Agradeço pela atenção.
    Abraço!

    • Matheus, Daniel, perdão pela demora na resposta.

      Matheus: não fraciono. Lembre que você se desloca, se agenda, e não pode agendar outro cliente no horário. Então, 2h são 2h, mesmo que você gaste 1:10h. Evidente: ser razoável é importante. Você passa 4:15h no cliente, pode ser uma prática gentil não cobrar os 15min adicionais. Cada situação é uma situação. O problema é que ao fracionar você abre um precedente perigoso. É preciso manter o olho aberto.

      Daniel: De modo geral eu dou “um mês de garantia”. Explicando: após a data de homologação (e entrega efetiva) dou ao cliente 30 dias corridos para algum eventual ajuste das atividades desenvolvidas. Isto me parece justo, não dá para sumir. Mas depois deste prazo, qualquer chamado é cobrado por hora. No orçamento eu especifico qual será o valor do contrato de manutenção, que é evidentemente opcional (a grosso modo, um valor base é 10% do valor do software, mas isto varia muito MESMO, este valor pode ser muito alto ou muito baixo, depende do contexto). Agora, lembremos que um recorrente é importante, por isso o valor da taxa de manutenção tem que ser atrativa para o cliente – mas também te remunerar. Se você tem um software com 5 a 10 clientes, pode diluir a taxa de manutenção, mas se é para um só, tens que fazer valer estar “preso” ao software.

  • Primeiramente parabéns pelo Post. Realmente foi muito claro e objetivo!

    Gostaria de saber mais uma coisa: Como você faz com o suporte ao sistema? Cobra o mesmo valor? Já inclui no orçamento especificando o prazo do suporte (Por exemplo 3 meses e depois disso é cobrado a parte)?

    Enfim, qual a sua experiência com isso.

    Abraço

  • Paulo Oliveira

    Parabéns, Muito bom o post, esclarecedor e objetivo.
    Esta é uma questão que realmente preocupa, até mesmo porque, a ideia e não ser injusto com o cliente, cobrar o que realmente tem que cobrar pelo serviço, mas como você exemplificou no post as variáveis são muitas neste tipo de negócio. Então temos que parar e pensar, planejar e conhecer o nosso negócio e os nossos clientes. Com o tempo isso se torna mais tranquilo, mas com certeza nunca será uma receita de bolo.

    Obrigado!

  • Marcel

    Muito esclarecedor! Ás vezes precisamos ler em algum lugar sobre valorizar nosso trabalho. Muitas vezes queremos ser competitivos com valores baixos, acabando por desprezar nossa qualidade e experiência. Parabéns!

  • Excelente post. Muito objetivo, claro e informativo. Realmente é uma tarefa delicada estabelecer um valor para nosso serviço e esse texto contribui bastante para termos uma boa noção. Obrigado pela informação.

  • Para trabalho freelance como desenvolvedor recomendo o http://www.freelancermap.com/
    Freelancermap é um site especializado em trabalho remoto na área de TI. Possuímos projetos no mundo inteiro, incluindo o Brasil (o terceiro país com mais acessos e cadastros no portal).
    O mais importante: o registro é gratuito, não há limite mensal para se candidatar em projetos e não cobramos comissões.

  • Muito Bom! Nunca ví um post tão sincero, completo e transparente. Você conseguiu passar confiança e experiência. Como outros leitores disseram, outros posts sempre deixam a desejar sem explicar valores, valor da hora e estes detalhes brutos, mas seu post superou as expectativas. Parabéns!

  • Renato Alves

    Parabéns pelo post!

    Você tirou vários dúvidas minhas e acredito ser a mesma de várias pessoas, na maioria das vezes começamos ainda jovens como freelancer e a falta de orientação e experiência faz perdermos tempo, cliente e dinheiro. Com essas suas dicas evitaremos muitos stress com clientes.

  • Walter Covos

    E a questão dos tributos, como você calcula?

  • hjCosta

    Post excelente meu caro!
    Obrigado por compartilhar um pouco do seu conhecimento e experiência e, meus parabéns!

  • Ótimo texto. Realmente a precificação de um serviço é algo subjetivo e extremamente contextual. Não dá para cobrar o mesmo valor para dois contextos diferentes. Tuas ideias são ótimas e realmente válidas. Podem não funcionar em todos os casos, mas vale a pena tentar.